Policiais federais repudiam declarações de Bolsonaro e falam em ‘descaso’ e ‘falta de vontade política’

Entidades afirmam que, ao indicar o cancelamento da reestruturação de carreiras, presidente ‘deixa de honrar com a palavra’ e ressaltaram que não sofrerão ‘duro golpe’ calados

Entidades da PF cobram reestruturação e aumento salarial

Entidades que representam servidores da Polícia Federal divulgaram uma nota nesta sexta-feira, 29, em que repudiaram as declarações do presidente Jair Bolsonaro (PL) que indicam o cancelamento da reestruturação de carreiras da categoria. “É de se estranhar a possibilidade de cancelamento da reestruturação por parte do presidente da República. Ele próprio divulgou, de forma exaustiva, o compromisso com a reestruturação em função da importância, complexidade e responsabilidade do trabalho desempenhado pelas forças de segurança pública da União”, diz o comunicado. Os policiais ressaltaram que o próprio presidente sancionou a disponibilidade orçamentária para a reestruturação das forças de segurança pública da União. “Tais fatos demonstram a viabilidade técnica e legal da necessária reestruturação. Resta nítido, portanto, o descaso do Governo Federal com a estrutura da Polícia Federal e a total falta de vontade política para cumprir compromissos públicos firmados em relação à valorização dos profissionais de segurança pública da União”, declararam.

A categoria disse ainda que, ao indicar o cancelamento da reestruturação, Bolsonaro “deixa, mais uma vez, de honrar com a palavra quanto à valorização e fortalecimento da Polícia Federal.” A nota divulgada hoje também menciona que as trocas no comando da PF feitas pelo governo são injustificadas e fragilizam a corporação. “Cabe ressaltar que as entidades de classe da Polícia Federal já se manifestaram em diversas oportunidades, se colocando à disposição do presidente com propostas e alternativas para que se implemente uma verdadeira valorização do profissional da Segurança Pública. Contudo, diferentemente do que foi dito em recente declaração, o presidente tem ignorado todas as iniciativas de marcação de audiências tentadas”, diz o comunicado. As entidades finalizaram a nota dizendo que os servidores “não receberão esse duro golpe calados”.

O posicionamento da categoria aumenta a pressão sobre Bolsonaro, que se elegeu com a bandeira de valorização dos profissionais de segurança pública. Nesta sexta, em entrevista à Rádio Metrópole, o presidente confirmou que o governo quer conceder aumento salarial de 5% para todos os servidores públicos. As entidades que representam a PF não concordam com a proposta e convocaram manifestações em todos os Estados na última quinta, 28.

Por Jovem Pan

divulgamaragogipe

Learn More →

O que você achou dessa notícia?

%d blogueiros gostam disto: