Mulher é presa em flagrante por acorrentar filho de 12 anos em Curaçá, Bahia

Suspeita foi detida pela Polícia Civil após denúncia do Conselho Tutelar; adolescente estava sem se alimentar

Uma mulher foi presa em flagrante pelo crime de tortura após acorrentar seu filho de 12 anos, no bairro Bambuí, em Curaçá, município localizado no norte da Bahia. A prisão ocorreu na segunda-feira (29) durante uma ação conjunta entre a Polícia Civil e a Polícia Militar, acionadas pelo Conselho Tutelar.

De acordo com a delegada Lígia Nunes de Sá, a polícia recebeu informações de que a mulher havia saído de casa para consumir bebida alcoólica, deixando o filho acorrentado em um móvel. Ao localizarem a suspeita, os policiais a levaram de volta à residência, onde constataram a denúncia. Além da restrição de locomoção, o menino estava sem se alimentar.

O Conselho Tutelar revelou ter recebido outras denúncias de maus-tratos envolvendo a mulher. Tanto ela quanto a vítima passaram por exame de corpo de delito e a mulher está à disposição da Justiça. O adolescente receberá acompanhamento médico e psicológico para ajudá-lo a superar o trauma vivenciado.

A prisão em flagrante da mulher acusada de acorrentar o filho de 12 anos chocou a comunidade de Curaçá, despertando a necessidade de reflexão sobre casos de violência doméstica e maus-tratos infantis. As autoridades destacam a importância de denunciar tais situações para proteger as crianças e garantir a punição dos responsáveis. A sociedade espera que a Justiça seja feita e que medidas preventivas sejam implementadas para evitar casos semelhantes no futuro.

O que você achou dessa notícia?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima
%d