Laudo aponta que homem desaparecido na Bonocô foi colocado em carro

Fabio de Souza Carmel desaparecido

Família ainda não tem respostas do que aconteceu

Após 34 dias desde o desaparecimento do empresário Fábio de Souza Carmel, de 45 anos, na avenida Mário Leal Ferreira (Bonocô), a família ainda não tem respostas do que aconteceu.

Fábio foi visto pela última vez na Bonocô, após faltar combustível em seu carro. De acordo com a irmã do empresário, Jamile Carmel, o laudo das câmeras locais mostrou que um carro parou ao lado do carro e levou Fábio. 

A investigação do caso também passou da Delegacia de Proteção à Pessoa (DPP), que atua nos casos de desaparecimento, para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Segundo a família, o empresário havia sido ameaçado de morte quatro meses antes do ocorrido.  

“Uma pessoa em especial veio me falar em relação a um dos suspeitos, dizendo que estava preocupado se a pessoa poderia vir fazer alguma coisa comigo. E quis saber se aquilo era recado ou ameaça, como foi com meu irmão. Eu não sei com quem estou lidando, não sei como está a situação”, diz Jamile. 

A irmã do empresário reclama da falta de comunicação da Polícia Civil, por meio das delegadas responsáveis, sobre como está a investigação. “Se eles tivessem dito o mínimo do que está acontecendo, a gente sabe se precaver, mas estaria mais atento ainda. Tenho 3 sobrinhas que agora a gente passou para outro local para não fazer o percurso que o pai fazia. Gastei R$ 4 mil em câmeras para fazer monitoramento em meu apartamento… justamente tentando preservar a minha vida”, desabafa. 

Jamile reclama ainda do “direito ao luto” que foi retirado de sua família. “E a cada dia que passa a esperança vai acabando de achar ele vivo”, afirma. 

Procurada pelo Metro1, a Polícia Civil afirma que não há atualização sobre o caso, cuja investigação está em andamento e detalhes não estão sendo divulgados.

divulgamaragogipe

Learn More →

O que você achou dessa notícia?

%d blogueiros gostam disto: