Vereadora trans é resgatada após sequestro no Espírito Santo

Os sequestradores mantiveram a vereadora por mais de 15 horas

A Polícia Civil do Espírito Santo resgatou nessa segunda-feira, 22, a vereadora Lari Bortole Marcon (Republicanos), em Anchieta (ES). O município fica a 44 quilômetros de Rio Novo do Sul (ES), onde Lari ocupa uma cadeira no Legislativo. Ela é a única mulher trans eleita para uma Câmara de Vereadores no Espírito Santo.

Segundo a advogada criminalista Fayda Belo, a vereadora, conhecida como Lari Camponesa, foi sequestrada no sítio da família. “Ela estava no sítio dela, com o pai dela, amarraram o pai dela. Homens armados jogaram ela no carro”, disse Fayda em vídeo publicado no Twitter.

O governador Renato Casagrande (PSB) confirmou às 22h46 o resgate da parlamentar. Nas redes sociais, o chefe do Executivo capixaba informou que a Secretaria Estadual de Segurança Pública (SESP) irá detalhar o resgate em breve.

Os sequestradores mantiveram a vereadora por mais de 15 horas. Segundo depoimento do pai da vítima à Polícia Militar, dois homens armados chegaram de carro no curral da propriedade da família. Outro parente também teria presenciado o ato. Os criminosos ameaçaram a todos, mas apenas Lari foi levada com pés e mãos amarrados, conforme o relato.

Fonte: Correio 24 Horas

divulgamaragogipe

Learn More →

O que você achou dessa notícia?

%d blogueiros gostam disto: