Polícia Civil apreende nove adolescentes por ameaças de ataques a escolas na Bahia

Nove adolescentes foram apreendidos pela Polícia Civil em Salvador e no interior do estado da Bahia por possível envolvimento na propagação de ameaças de ataques contra escolas. A ação foi realizada durante a Operação Escola Segura, desenvolvida para prevenir e reprimir ataques nas instituições de ensino em todo o país. Além dos adolescentes apreendidos, outros casos estão sendo investigados e o número de apreensões pode ser ainda maior, de acordo com o coordenador do Laboratório de Inteligência Cibernética da Polícia Civil.

Diante das ameaças e ataques registrados em diversas partes do país, escolas em Salvador estão tomando medidas para reforçar a segurança dentro e fora de suas dependências. O Colégio Oficina, na Pituba, já entrou em contato com a Polícia Militar para ampliar a presença da Ronda Escolar, e o Colégio Antônio Vieira, no Garcia, acionou o Comitê Interno de Gerenciamento de Riscos e anunciou a ampliação das medidas gerais de segurança, incluindo diálogos com as autoridades de segurança estaduais e reforço no treinamento da equipe de segurança.

O Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado da Bahia (Sinepe-BA) também emitiu um comunicado orientando para maior atenção aos comportamentos atípicos de pessoas da comunidade escolar, e incentivando o diálogo e a manutenção dos portões fechados nas unidades. Escolas da rede estadual também têm recebido reforço no policiamento em alguns locais do estado para garantir a segurança de alunos, pais e professores.

Além disso, a Secretaria Municipal de Educação de Lauro de Freitas, na região metropolitana, solicitou apoio à Guarda Municipal e à Polícia Militar para averiguar boatos e aumentar a segurança nas escolas, com a disponibilização do efetivo da ronda escolar em um plano de ação preventiva. A possibilidade de implementação de uma força-tarefa de segurança nas escolas públicas e privadas do município também está sendo estudada pela Prefeitura.

A propagação de ameaças de ataques a escolas tem sido uma preocupação em todo o país, e as autoridades e instituições de ensino têm buscado medidas para garantir a segurança dos estudantes e profissionais da educação. A apreensão de adolescentes envolvidos nessas ameaças é uma ação importante da Polícia Civil para coibir tais práticas e responsabilizar os envolvidos pelos crimes praticados.

O que você achou dessa notícia?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima
%d blogueiros gostam disto: