Pastor evangélico suspeito de estuprar fiéis em igreja é preso em Feira de Santana

Investigações da Polícia Civil apontam que último crime ocorreu há cerca de dois meses

Foto: Divulgação/SSP

Um pastor evangélico suspeito de cometer dois estupros contra fiéis da igreja onde atua foi preso nesta quinta-feira (14), em Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador. Investigações da Polícia Civil apontam que o último crime ocorreu há cerca de dois meses, no interior do estabelecimento religioso.

“O último caso foi denunciado pela vítima, cujo relato aponta que o abuso ocorreu dentro da igreja. Esses elementos subsidiaram nossas ações e o próprio mandado de prisão”, afirmou o coordenador da 1ª Coorpin/Feira, delegado Roberto Leal. Outro caso semelhante envolvendo o mesmo pastor ocorreu no ano de 2016.Ele teve o mandado de prisão preventiva cumprido em uma comunidade próxima ao bairro do Tomba.O delegado Roberto Leal ainda acredita que existam outras vítimas e trabalha para identificá-las. “Estamos buscando a identificação de outras pessoas que tenham sofrido estas violências, contudo, é importante que aqueles que sofreram os abusos compareçam na delegacia e denunciem. As suas identidades serão preservadas e o acusado terá sua responsabilidade estendida acerca destes crimes”, explicou.O pastor segue preso, foi ouvido, passou por exames de lesões e está à disposição do Poder Judiciário. Vítimas e testemunhas podem fornecer informações por meio do Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública (SSP), ligando 181.

Fonte: Metro1

divulgamaragogipe

Learn More →

O que você achou dessa notícia?

Pastor evangélico suspeito de estuprar fiéis em igreja é preso em Feira de Santana

Investigações da Polícia Civil apontam que último crime ocorreu há cerca de dois meses

Foto: Divulgação/SSP

Um pastor evangélico suspeito de cometer dois estupros contra fiéis da igreja onde atua foi preso nesta quinta-feira (14), em Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador. Investigações da Polícia Civil apontam que o último crime ocorreu há cerca de dois meses, no interior do estabelecimento religioso.

“O último caso foi denunciado pela vítima, cujo relato aponta que o abuso ocorreu dentro da igreja. Esses elementos subsidiaram nossas ações e o próprio mandado de prisão”, afirmou o coordenador da 1ª Coorpin/Feira, delegado Roberto Leal. Outro caso semelhante envolvendo o mesmo pastor ocorreu no ano de 2016.Ele teve o mandado de prisão preventiva cumprido em uma comunidade próxima ao bairro do Tomba.O delegado Roberto Leal ainda acredita que existam outras vítimas e trabalha para identificá-las. “Estamos buscando a identificação de outras pessoas que tenham sofrido estas violências, contudo, é importante que aqueles que sofreram os abusos compareçam na delegacia e denunciem. As suas identidades serão preservadas e o acusado terá sua responsabilidade estendida acerca destes crimes”, explicou.O pastor segue preso, foi ouvido, passou por exames de lesões e está à disposição do Poder Judiciário. Vítimas e testemunhas podem fornecer informações por meio do Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública (SSP), ligando 181.

Fonte: Metro1

divulgamaragogipe

Learn More →

O que você achou dessa notícia?

%d blogueiros gostam disto: