Jovem é degolada na frente da irmã no dia do aniversário na Bahia

Suspeito de cometer o crime é o ex-namorado da jovem, que não aceitava o fim do relacionamento

Um feminicídio ocorrido na manhã deste domingo (10) chocou os moradores da pequena Uibaí, cidade próxima à Irecê, no Centro Norte da Bahia. Beatriz de Jesus Loula foi assassinada no dia em que completou 22 anos. O suspeito de cometer o crime é o ex-namorado da jovem, que não aceitava o fim do relacionamento de seis meses. Segundo familiares, a irmã de Beatriz, uma adolescente de 12 anos, testemunhou o assassinato.

Uma tia de Beatriz, que preferiu não ser identificada, contou ao CORREIO que acordou na manhã de domingo com um estrondo muito alto. Vizinhos disseram que o barulho havia sido na casa da sobrinha, que fica próxima à dela. A tia e o marido foram correndo até a casa da vítima. Ao chegarem ao local, Beatriz de Jesus já estava morta.

“Quando o vizinho falou que era na casa da minha cunhada nós fomos para lá correndo. Quando a gente chegou, ele já tinha arrombado a porta do quarto e degolado ela. Ele cortou a garganta dela, quando chegamos lá já não tinha mais o que fazer”, conta a tia. 

Ela e o marido chegaram a ver o ex-namorado da vítima saindo da casa de Beatriz com uma faca na mão. Ele teria fugido em uma moto logo em seguida. Segundo uma amiga da vítima, o suspeito mora em Canoão de Presidente Dutra, povoado próximo a Uibaí. Beatriz deixa um filho de 7 anos, de outro relacionamento. Ele estava na casa, dormindo, quando ocorreu o feminicídio. 

Testemunhas ouvidas pela reportagem disseram que a vítima e o ex-namorado tiveram um relacionamento de cerca seis meses. Eles dizem que Beatriz não relatou episódios de violência durante o namoro. Porém, quando ela decidiu terminar há cerca de 15 dias, ele não aceitou que ela se relacionasse com outras pessoas.

“Ele não estava aceitando o fim e vivia ameaçando ela. Mas ela não achava que ele fosse capaz de fazer alguma coisa e continuou seguindo com a vida dela. Aí ele esperou o momento oportuno para poder fazer isso [o crime]”, afirma a tia de Beatriz. A jovem morava com a mãe, o filho e a irmã mais nova, que presenciou o crime. 

Na noite de sábado (9), a jovem comemorou o aniversário com amigos. Beatriz tinha ainda outros motivos para comemorar, havia sido contratada para trabalhar em um restaurante recentemente. “A família está muito estarrecida. Todo mundo gostava dela, era uma menina jovem e bonita, que tinha começado em um novo trabalho agora e estava toda alegre”, lamenta a parente.

Uma amiga de infância de Beatriz contou que os moradores da cidade estão muito abalados com o crime: “O clima na cidade está tenso porque aqui todo mundo se conhece. Está todo mundo lamentando muito e pedindo por justiça”.

O velório da jovem foi realizado neste domingo (10) e o enterro será na segunda-feira (11), no cemitério municipal de Uibaí, a partir das 10 horas. 

Em nota, a Polícia Civil informou que a Delegacia Territorial de Uibaí investiga o crime e que o suspeito está sendo procurado pelos policiais.

Sobre o feminicídio, a Polícia Civil deu uma versão diferente da informada pelos parentes de Beatriz. A polícia disse que a vítima estava comemorando seu aniversário em um bar quando um homem lhe aplicou diversos golpes de arma branca.

A Polícia Militar foi procurada, mas não forneceu informações sobre o crime até a publicação desta matéria.

Fonte: Correio

divulgamaragogipe

Learn More →

O que você achou dessa notícia?

%d blogueiros gostam disto: